carro-usado_ou_seminovo

Quando o assunto é o mercado automotivo, muito se fala em carros novos, seminovos e usados. Mas muitas pessoas têm dúvidas em relação a carros seminovos e usados, já que em ambos os casos os carros já saíram das concessionárias e já foram usados.

Na verdade, todo carro que sai da concessionária e é registrado em nome do primeiro dono já é considerado um carro usado. No entanto essa classificação já desvaloriza (e muito) o carro. Pensando nisso, o mercado criou os “carros seminovos” como uma classificação intermediária. Logo depois, a Associação dos Revendedores de Veículo Automotores no Estado de São Paulo (Assovesp) criou algumas regras para enquadrar os veículos nessa classificação.

De acordo com as novas regras, para um carro ser classificado como seminovo é preciso ter no máximo três anos de uso, um único dono e baixa quilometragem. No entanto, a questão da baixa quilometragem não tem uma especificação de quantos quilômetros rodados é considerado uma rodagem pequena.

Além desses fatores, algumas considerações relacionadas a parte visual e mecânica também influenciam na hora de determinar se o carro merece a classificação de seminovo ou se enquadra entre os usados. Entre essas configurações está a conservação (como, por exemplo, ferrugem na lataria, defeitos no motor, embreagem, câmbio ou suspensão); estrutura do carro afetada por acidente; mudança no motor ou no tipo de combustível; e até rebaixamento da carroceria ou acessórios que não sejam originais.

Independente se o carro é seminovo ou usado, é muito importante conferir a procedência do veículo antes de compra-lo.

Confira na Procemax as melhores ofertas de vistorias automotivas para carros seminovos ou usados. Siga-nos no Facebook

Desenvolvido pela GOLDFISH :)